Sem categoria
[ 9 de março de 2021 by Karina Matos 0 Comments ]

COMO A MENTORIA EMPRESARIAL PODE AJUDAR A MINHA EMPRESA?

A criação de um empreendimento, bem como o seu crescimento e consolidação são frutos de muita batalha e superação de desafios. Sendo assim, para superá-los, é preciso dispor de um conjunto de ações bem coordenadas e a lida diária com decisões que podem impactar diretamente no andamento da empresa.  Portanto, ter a orientação de um mentor experiente tem sido uma alternativa cada vez mais buscada no setor corporativo, embora de maneira ainda tímida, tendo em vista que a mentoria empresarial ainda é bastante desconhecida no Brasil.

Neste texto, buscaremos tratar sobre os benefícios que estão atrelados à contratação desse tipo de serviço:

 

1) Conceito de mentoria empresarial

Trata-se de um serviço ofertado por um profissional especializado, chamado, nesta circunstância, de “mentor”, que busca proporcionar ao empreendedor uma assessoria que lhe auxilie com as demandas relativas ao universo empresarial.

É importante destacar que os mentores são profundos conhecedores do mercado, das rotinas empresariais e dos perfis de clientes, de modo que podem lhe ajudar em diversos pontos críticos, bem como aconselhar em relação aos pontos positivos e negativos no estabelecimento de determinadas ações ou atitudes. Dessa forma, o mentor proporciona um suporte especializado, oferecendo um norte e outras maneiras de enxergar um problema, com base em sua experiência como empreendedor e conhecedor do mundo dos negócios.

Importa destacar que a mentoria não possui um prazo para início ou fim e conta com um atendimento personalizado, podendo ser contratada em qualquer fase: início do negócio, no período de expansão ou nos momentos mais difíceis.

 

2) Como funciona a mentoria empresarial?

Após contactar o seu mentor e iniciar essa jornada, você receberá suporte e encorajamento para desenvolver importantes habilidades. Vejamos a seguir como ocorre este processo:

Etapa 1 – Reunião com diretor, dono ou sócio com vistas à realização do diagnóstico das ações e atitudes que levaram a empresa a estar na posição em que se encontra;

Etapa 2 – Após o mentor conhecer e traçar o histórico do empreendimento (análise situacional), dá-se início ao processo de criação de estratégias para sanar os problemas que afetam o negócio;

Etapa 3 – Nesta fase, será delineada a maneira como essas estratégias serão implementadas;

Etapa 4 – Por fim, a mentoria buscará definir o que será feito a partir de agora e quais são os novos caminhos que serão adotados.

 

3) Principais vantagens

Com o apoio de seu mentor, o empresário ou empreendedor terá o auxílio necessário para evoluir não somente em sua área de atuação, mas também na sua vida pessoal, tendo em vista que a mentoria realiza uma análise aprofundada dos pontos que influenciam a empresa; sejam eles internos, relativos ao seu empreendimento, ou vida pessoal, visto que estar bem resolvido consigo mesmo influencia também no gerenciamento de seu negócio.

Sendo assim, seguem algumas importantes vantagens em ser auxiliado por um mentor especializado:

  • Lidar de modo eficiente com desafios do cotidiano empresarial;
  • Saber lidar com colaboradores e manter a equipe motivada;
  • Conhecer as necessidades dos clientes;
  • Aprender a traçar um bom Planejamento Estratégico;
  • Ser assertivo nas suas tomadas de decisões;
  • Conhecer e aplicar estratégias de marketing;
  • Realizar o diagnóstico de seu espaço físico e/ou on-line;
  • Aplicar de modo eficiente os seus recursos.

Esses e outros pontos são características essenciais que serão abordadas durante a mentoria, de modo que, ao final, você terá as ferramentas necessárias para conseguir lidar com as situações do dia a dia de forma assertiva e eficiente.

Uma vez sabendo dos benefícios de uma mentoria empresarial, o seu processo e as suas vantagens, cabe a você decidir qual é o melhor caminho.

[ 2 de março de 2021 by Karina Matos 0 Comments ]

Qual é a diferença entre ONDE e AONDE? [Dicas de língua portuguesa]

A partir de hoje, inauguraremos neste blog uma seção em que serão tratados temas  pertinentes ao mundo da escrita; afinal, saber escrever um texto coeso e utilizando a norma-padrão é importante para um empreendedor, não é mesmo?

Trataremos, agora, sobre a diferença entre os termos ONDE e AONDE e, para isso, é importante ter em mente duas palavras: permanência e movimento. Sendo assim, vejamos:

Onde: o local em que alguma coisa ou alguém se encontra. Ex.: Onde está o meu livro?

Aonde: usado com verbos que indicam destino/movimento. Ex.: Aonde o vovô foi?

Desse modo, caso o verbo não indique movimento/destino, o correto é usar onde.

Sem categoria
[ 1 de fevereiro de 2021 by Sindai Araújo 1 Comment ]

TENDÊNCIAS PARA O EMPREENDEDORISMO EM 2021

Engana-se quem acredita que para empreender basta o desejo de ver o negócio lotado de clientes ou a sua agenda sempre cheia. É preciso mais do que essa vontade, de modo que um bom planejamento, metas de curto, médio e longo prazo, marketing, análise do mercado, dentre outras ações, são elementos essenciais para que o seu empreendimento tenha sucesso.

Mas será que somente essas ações bastam? Veja que todos os anos são lançadas inúmeras tendências de mercado, mídias sociais e tecnologias das mais diversas, tendo em comum a possibilidade de agregar para o seu estabelecimento ou marca um maior nicho de clientes e facilidades. Sendo assim, analisaremos neste post algumas das principais tendências do mundo dos negócios para ajudar a alavancar os seus objetivos.  

1) Uso de recursos de videoconferência      

A chegada da pandemia do novo coronavírus trouxe mudanças significativas no cotidiano das pessoas em todo o mundo. E não foram só os hábitos de higiene, as relações sociais e a nossa saúde mental que sofreram impactos, pois o universo do trabalho e empreendedorismo também precisaram se adaptar a esses novos tempos.

O uso de recursos digitais tem sido amplamente utilizado para a realização de reuniões, simpósios, apresentações, aulas e o trabalho em regime de home office (também conhecido como teletrabalho). Com isso, plataformas como o Zoom, Microsoft Teams, Google Meet, Skype e ezTalks, dentre outras, têm visto o número de seus usuários alavancar cada vez mais.          

A tendência é que em 2021 e, muito provavelmente, para os próximos anos, o modelo home office permaneça em crescimento, consolidando-se como um modo atual de trabalho e também abrindo oportunidades para empresas direcionadas a oferecer soluções voltadas ao trabalho remoto.


 2) Internet 5G

Uma internet rápida, consistente e de qualidade é importante para quem empreende no universo digital, fazendo com que a sua empresa esteja sempre apta a prestar um serviço ágil e de excelência. Nesse sentido, o 5G emerge como uma solução para quem necessita de uma conexão ainda mais veloz.

De acordo com a gigante da tecnologia Qualcomm, acredita-se que o 5G possa oferecer uma velocidade de navegação e download entre dez a vinte vezes maior que o 4G mais rápido da atualidade. Portanto, é interessante ficar atento a esse recurso que chegou recentemente ao Brasil e promete avançar cada vez mais.

3) Redes sociais

As redes sociais têm apresentado um papel cada vez mais importante nos hábitos de consumo dos brasileiros, visto que é a principal ferramenta para a divulgação de produtos e serviços.

Hoje em dia, as redes têm tornado o processo de captação de clientes e apresentação de produtos muito mais fácil e dinâmica. É preciso apenas de alguns cliques, uma página ou perfil para que você monte a apresentação de seu negócio.

Outro ponto para as redes sociais é que elas são bastante acessíveis para o empreendedor. Não importa se você é a uma empresa que investe milhões em marketing ou se tem uma microempresa e gerencia tudo do seu perfil no Facebook ou Instagram. Sendo assim, quanto mais você investir e se dedicar às suas redes, trazendo ao seu público informações e conteúdos relevantes, mais alcance e visibilidade o seu negócio poderá alcançar.

4) Sustentabilidade

O conceito de sustentabilidade empresarial engloba um conjunto de ações que buscam, para além do lucro, o desenvolvimento social e a busca pela preservação dos recursos naturais.

Com isso, a sustentabilidade, dentro desse contexto empresarial, abrange três pilares essenciais: Economia, Social e Meio Ambiente. A seguir, analisaremos mais detalhadamente cada um desses elementos.

  • Economia

Para que uma empresa se caracterize como economicamente sustentável, faz-se necessário que haja um acompanhamento constante das finanças e dos diversos elementos que compõem as engrenagens de uma organização. Para isso, questões como pagamentos de fornecedores e de colaboradores dentro dos prazos, análise da lucratividade e fluxo de caixa necessitam ser constantemente verificados.

O empreendedor precisa, portanto, estar atento às suas finanças e os balanços internos de seu caixa para que não esteja desperdiçando recursos ou se endividando. Para que o seu negócio seja sustentável é preciso, portanto, que exista um equilíbrio nesses fluxos.

  • Social

Este pilar se refere à tomada de atitudes que impactem positivamente na vida das pessoas que são afetadas direta ou indiretamente pela empresa, o que inclui o pagamento de salários justos aos funcionários, a promoção de um ambiente de trabalho adequado e digno, bem como a promoção de ações concretas que tragam benefícios às comunidades do entorno e à sociedade.

  • Meio Ambiente

Para a construção de uma empresa que se pauta em ações sustentáveis é preciso pensar e executar estratégias que contribuam para minimizar os impactos que as suas atividades causam ao meio ambiente, dentre eles: diminuir o desperdício de materiais, promover a reciclagem e reutilização, consumo consciente de água e energia elétrica, bem como destinação correta de resíduos sólidos etc.

[ 22 de janeiro de 2021 by Sindai Araújo 0 Comments ]

COMO ME TORNAR UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO?

Todos nós temos lembranças de momentos marcantes da infância, em que descobrimos algo importante sobre a vida. Em um desses momentos, eu tinha mais ou menos sete anos e olhava para um punhado de sementes de salsinha numa barraca de feira. Já naquela idade, queria de alguma forma ajudar a minha mãe a sustentar a nossa numerosa família de nove irmãos, mas não sabia como. Então, encontrei aquelas sementinhas minúsculas que a dona da barraca me disse serem salsinhas e fiquei imaginando como seria se eu as espalhasse na terra, regasse e cuidasse até que as plantas crescessem e eu pudesse vendê-las. Plantar salsinha foi a primeira ideia de negócio que tive na vida e, desde então, já empreendi uma série delas: pizzaria, sanduicheria, salão de beleza, distribuidora de água, locadora de automóveis (compra e venda), corretora de linhas telefônicas (compra, venda, financiamento e administração), factoring,etc.Alguns empreendimentos comecei do zero; outros, peguei quebrados, falidos, recuperava-os e depois vendia. Minha satisfação, mais do que simplesmente administrar um negócio, é “fazer acontecer”. É encarar o desafio de conseguir uma boa colheita num terreno que, algumas vezes, parece seco e estéril para os outros. Empreender, para mim, é a capacidade de olhar a semente e enxergar a planta. Isso significa, muitas vezes, valorizar algo que ninguém valoriza, acreditar num potencial de sucesso em que ninguém acredita e ir, contra todas as expectativas, viabilizar um negócio. Veja que não falei em vocação, que é algo com que se nasce, mas em capacidade, que é algo que se pode desenvolver. Teoricamente, qualquer pessoa pode ter sucesso como empreendedora. Da teoria à prática, eu sei, há uma certa distância, tanto é que muita gente se dá mal ao empreender um negócio. Levantamentos feitos periodicamente pelo Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) mostram que metade das empresas de pequeno e médio porte fecha as portas antes de completar dois anos de vida. Entre as causas do fracasso apontadas pelos entrevistados, as principais são falta de capital de giro, falta de clientes e dificuldades financeiras, mas pelo que tenho observado como mentora de empresas, faltam principalmente certas atitudes que fazem um empreendedor ter sucesso. Saber o que quer, acreditar no sonho, arregaçar as mangas, pensar grande, desafiar as dificuldades do mercado, encarar os problemas, assumir riscos, pensar positivo. Essas e muitas outras são as atitudes que tornam um empreendedor bem-sucedido e é sobre elas que falaremos aqui neste blog. Vou compartilhar com você o que tenho aprendido em todos esses anos de empreendedorismo, entre dificuldades e vitórias, experiências e descobertas. Tenho certeza de que você verá sementes de salsinha em sua vida também, prontas para eclodir e lhe trazer muitas realizações. Sindai Araújo